O que faz um Social Media?

O termo “social media” é muito visto no mercado, mas ainda com bastante confusão acerca dele. Talvez por ser uma profissão relativamente nova, ou porque existem pessoas de outras áreas que acabam somando mais essa função dentro do seu workflow. Ou seja: o problema de tudo é o foco. 


Como assim?

Várias vezes encontramos vagas de emprego ou contrato, exigindo social media para responder pessoas nos comentários e editar vídeos, ou em outros casos em que seja necessário gerenciar o tráfego e gerar conteúdo orgânico, ou ainda gravar testemunhais e diagramar carrosséis. Partindo dessa observação, notamos que há muita disparidade no que se espera de um social media.


Traduzindo

Em uma tradução literal, chegamos ao termo “mídias sociais”, que significa: plataformas que veiculam informações que podem ser compartilhadas e geram interações de modo multilateral.

Nesse caso, a função de “social media” vaga entre uma infinidade de possibilidades, surgindo então, toda essa confusão que acaba sobrando para o lado mais fraco: o social media, de pele e osso, que na verdade não é nem uma profissão, mas sim uma descrição de um tipo de mídia que acabou se tornando profissão 🤯

O que deve ser determinado então, é se o profissional em questão é na verdade:


◼️ Analista de Social Media: profissional que analisa os dados diversos oriundos das plataformas, do público, do mercado, das tendências, de SEO, para gerar insights e determinar ações para depois medir seus resultados e começar tudo novamente com mais dados e possibilidades de melhoria;


◼️ Copywriter de Social Media: profissional que, com base nos dados apresentados, com seu feeling e expertise em storytelling e copy, cria textos, roteiros e legendas que serão apresentados em anúncios, vídeos, reels, tiktoks, recebidos, reacts, lives e diversos outros artifícios em busca de engajamento, compartilhamento e conversão e também para aumentar os dados de análise para novas ações;


◼️ Designer Gráfico de Social Media: profissional que detém conhecimentos de composição gráfica, arte, layout e comunicação visual, usando isso para fazer com que a mensagem a ser passada seja melhor digerida, esteja mais próxima do seu público e se mantenha alinhada com a identidade visual da marca. O objetivo de tudo isso, é melhorar o brand equity, o reconhecimento e conquistar cada vez mais novos fãs;


◼️ Atendimento/Relacionamento de Social Media: profissional que, em posse de informações comerciais e do tom de voz do canal, responde às interações por meio de comentários e inicia relacionamentos em busca de conversões e mais engajamento, mandando orçamentos, coletando contatos, cadastrando em pipes, mandando áudios e figurinhas fofas 🥰


◼️ Videomaker de Social Media: profissional que, em posse dos roteiros do copywriter, dos layouts do designer gráfico e dos dados do analista, vai gravar e editar os vídeos, fazer vinhetas, escolher trilhas sonoras e compor visualmente as histórias que vão para os reels, tiktoks e outros diversos formatos. Assim, se mantém a unidade visual da marca, o tom de voz e tudo mais que já nos referimos como objetivo;


◼️ Gestor de Tráfego de Social Media: profissional que vai programar o fluxo de mídia paga a ser veiculado nas mídias sociais, e que vai fazer isso equilibrando uma infinidade de variáveis com base numa grande quantidade de dados oriundos do mercado, dos insights para veicular a mensagem pensada e criada pelos copywriters, designer gráficos e videomakers. 

Ufa!!! 😅

Social Media


Finalizando…

Existem profissionais que combinam algumas dessas habilidades e competências, e isso varia de acordo com o perfil da pessoa. Tem gente que consegue lidar bem com dados e com layout e não vê problemas em executar as tarefas de designer gráfico e analista ao mesmo tempo. Outras somam copy com audiovisual, outras geram tráfego e também fazem o relacionamento. Tem várias combinações possíveis. 

Talvez algumas consigam executar duas ou mais tarefas satisfatoriamente, até por conta do fluxo de algumas empresas ser menor. Mas é certo que pessoas focadas conseguem oferecer melhores resultados.


Mas e se eu ver uma vaga de emprego para Social Media, o que eu faço?

Ignore o “social media” do texto 🤭 É estranho, mas é o caminho. Ignore o termo e foque em analisar o descritivo da vaga ou do job. Vai ficar mais fácil de entender o que se está buscando: se é uma pessoa de design gráfico, audiovisual, copy, tráfego, data analysis ou CRM. Assim a gente consegue focar no que é mais importante e fica mais confortável em fazer o que sabe e o que gosta. E como resultado, faz melhor 😌

Flw, vlw 🤙

VER TAMBÉM

Artigos relacionados

Ao continuar você concorda com nossa política de uso de cookies.